Destaques

Título Campanha de troca de lâmpadas de vapor de sódio por Leds quase concluída no centro da cidade
Imagem_273_01
Data de Publicação 2014-11-18 00:00:00 +0000
Sub-título Câmara vai colocar 90 luminárias no centro – neste momento falta apenas a Avenida do Brasil
Descrição

Está praticamente concluída a campanha de substituição de lâmpadas de vapor de sódio por leds, no centro da cidade de Fafe.

A campanha da câmara municipal surge no âmbito do Plano de Eficiência Energética e prevê que, até ao final do ano, sejam colocadas no centro da cidade, 90 luminárias. Trata-se de um investimento que ronda os 15 mil euros e que levará a uma poupança anual de cerca de  9 mil euros.

Para o vereador José Baptista, esta iniciativa é muito importante porque vai permitir uma poupança considerável aos cofres da autarquia, num ano em que o número de instalações aumentou.

“Com esta iniciativa a autarquia vai gastar 15 mil euros, que em menos de dois anos serão amortizados. É neste contexto de dificuldades acrescidas que cabe aos políticos recorrer aos instrumentos e à imaginação para que se consigam baixar os custos e é isso que estamos a fazer em termos de eletricidade”, explicou o vereador, referindo ainda que “com estas medidas, em termos de eficiência energética, a autarquia vai conseguir bons resultados”.

Refira-se que a par desta medida, têm vindo a ser implementadas outras, nomeadamente sensibilização dos utilizadores dos equipamentos municipais, regulação dos horários de funcionamento dos lagos, identificação e sinalização dos postes e pontos de iluminação supérfluos, chamados de “poluição luminosa”. 

Alem disso, estão ainda a ser implementados sistemas de comando em alguns estabelecimentos escolares menos eficientes para que os consumos noturnos com aquecimento sejam reduzidos ou até mesmo eliminados. 

No que se refere aos edifícios municipais como Multiusos, Piscinas, Pavilhão Gimnodesportivo e Biblioteca, estes foram objeto de uma candidatura ao Plano de Promoção de Eficiência no Consumo, no sentido de substituir os equipamentos de iluminação atuais por sistemas de baixo consumo.

A par de todas estas iniciativas, refira-se que foi ainda feito um concurso público internacional, no âmbito do mercado liberalizado de eletricidade que resultou na contratação de tarifas de energia mais vantajosas, que levará a poupança de 6%, na fatura da eletricidade.

José Baptista lembra ainda que existem outras áreas onde a autarquia gostaria de atuar, no que a eficiência energética diz respeito.

“Outra das áreas onde gostaríamos de continuar a apostar era no aproveitamento dos nossos recursos endógenos, enquanto potenciadores na produção de energia, à imagem do que foi feito com o parque eólico. Neste contexto, a produção hidroelétrica é para nós uma prioridade”, frisou.

Documentos
Imagens
Powered by: TextoVirtual.com