Destaques

Título “Terra Justa permite exercício de cidadania universal”
Imagem_995_0001
Data de Publicação 2016-04-09 00:00:00 +0100
Sub-título António Guterres homenageado no Teatro Cinema
Descrição

Perante um teatro repleto, António Guterres foi homenageado pela Câmara Municipal de Fafe, no âmbito do evento “Terra Justa”.

Acarinhado por todos, o candidato ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas, destacou um evento como o Terra Justa que inquieta mentalidades e sensibilidades.

“No nosso país as pessoas vivem muito fechadas em si, mas Fafe mostra o contrário. Esta ideia é muito interessante, porque permite um exercício de cidadania universal”.

Na cerimónia, Guterres disse-se ainda surpreendido com a justiça de Fafe e explicou que a sua presença fica a dever-se a um evento tão raro como o que acontece por estes dias.

“Estou surpreendido e impressionado com a justiça de Fafe que, ao contrário do que pensava, é muito gentil. O que motivou a minha vinda aqui foi o facto desta cidade, através do Terra Justa, realizar uma atividade pouco vulgar hoje em dia”.

Na ocasião, o presidente da câmara municipal de Fafe, Raúl Cunha falou do agrado que é ter uma figura como Guterres na cidade e explicou que a homenagem é mais que merecida pelo trabalho realizado.

“Trata-se de um momento muito emotivo. Hoje prestamos homenagem ao engenheiro, à sua vida e obra, a alguém que sempre se preocupou com o outro”.

Na conferência de homenagem a António Guterres, estiveram ainda presentes Luísa Maia Gonçalves, diretora Nacional do SEF, Teresa Tito de Morais e Luís Braga da Cruz.

Powered by: TextoVirtual.com