Destaques

Título Câmara de Fafe distinguida na 5ª edição do Prémio Manuel António da Mota
Imagem_309_01
Data de Publicação 2015-11-18 00:00:00 +0000
Sub-título Projeto “Escola e Família – Parentalidade Positiva” – entre os dez premiados em cerimónia no Palácio da Bolsa
Descrição

A Câmara Municipal de Fafe recebeu, este domingo, uma distinção na gala da 5ª edição do “Prémio Manuel António da Mota”, um prémio instituído pela fundação que lhe dá o nome e que tem como finalidade distinguir organizações e personalidades que se destaquem nos mais variados domínios da sua atividade.

O “Portugal em Família” levou à antena da TSF histórias de pessoas e instituições que trabalham diariamente no apoio às famílias e na resolução dos seus problemas. A câmara de Fafe foi uma das 10 instituições finalistas, com o projeto “Escola e Família – Parentalidade Positiva” e o prémio de cinco mil euros foi entregue numa cerimónia realizada, ontem, no Palácio da Bolsa no Porto. A receber a distinção esteve o presidente da autarquia fafense, Raul Cunha, que disse ser uma honra receber um prémio desta natureza.

“As questões sociais são, como é sabido, uma das prioridades deste executivo. Portanto, sermos distinguidos com um prémio nesta área é para nós sinal de reconhecimento pelo trabalho que tem sido desenvolvido”, disse o autarca frisando que este trabalho é para continuar.

“Temos um vasto conjunto de projetos na área social, muitos deles que vão entrar em vigor já no início do próximo ano. Esta é uma área fundamental, muito mais agora que o país atravessa uma crise grave. Estarmos atentos e darmos respostas aos problemas é a nossa tarefa. Portanto, investimos forte nesta área”, explicou.

Recorde-se que no ano em que a associação comemora o 20º aniversário do Ano Internacional da Família, instituído pela Organização das Nações Unidas, o prémio Manuel António da Mota 2014, distinguiu instituições que atuam no domínio da valorização, defesa e apoio à família, procurando contribuir para o reconhecimento e notoriedade do trabalho desenvolvido e para a importância dos valores e interesses da família na sociedade portuguesa.

Nesse sentido, a autarquia fafense candidatou-se, com um projeto em funcionamento desde 2009 e que tem como objetivo promover um conjunto de atividades educativas e de suporte, que ajudem os pais a compreender as necessidades dos filhos e aumentar a qualidade das relações entre eles. Na prática, pretende-se com este projeto “amentar o envolvimento parental na dinâmica escolar, aproximando a escola da família e fortalecer o sentimento de aptidão no desempenho do papel parental, de forma o mais informada e adequada possível”.

Este projeto possibilita a aquisição de novas ferramentas que ajudam a promover uma relação de maior qualidade entre pais e filhos, sendo que os pais adquirem uma maior consciência das práticas educativas, percebem a necessidade de alterar comportamentos e práticas que produzem alterações no exercício da parentalidade e valorizam menos a importância dos castigos físicos, enquanto estratégia. No que às crianças/jovens diz respeito, a formação ensina-os a autorregularem-se.

Tendo em conta todo o processo, pode dizer-se que com esta formação parental, as crianças ficam mais motivadas para a escola, os jovens mais assertivos, com autoestima mais elevada, com maior capacidade de gerir situações de conflito, entre outras.

Refira-se que o projeto “Escola e Família – Parentalidade Positiva” tem tido resultados nas famílias envolvidas muito positivos.

Documentos
Imagens
Powered by: TextoVirtual.com